10+1 Filmes de 1987

  • Nascido para Matar (Full Metal Jacket, Stanley Kubrick)
    Uma fantástica fábrica de loucos pintada e coreografada pelo maior deles.
  • Os Intocáveis (The Untouchables, Brian de Palma)
    Sean Connery, Robert de Niro como Al Capone. Cinemão de Palma.
  • Império do Sol (Empire of the Sun, Steven Spielberg)
    Spielberg adulto. Christian Bale, moleque, no meio de uma guerra.
  • Adeus, Meninos (Au Revoir les Enfants, Louis Malle)
    Mais crianças em guerra. Outra guerra.
  • O Último Imperador (The Last Emperor, Bernardo Bertolucci)
    Outra criança, outro tipo de guerra. Muito bonito, levou o Oscar.
  • Asas do Desejo (Wings of Desire, Wim Wenders)
    Um anjo que não pode sentir nada se apaixona por uma trapezista.
  • Arizona Nunca Mais (Raising Arizona, Joel Coen)
    Onde foi que os irmãos Coen erraram? Aqui?!
  • Máquina Mortífera (Lethal Weapon, Richard Donner)
    Hã?…
  • Sem Saída (No Way Out, Roger Donaldson)
    Como a tecnologia pode ferrar uma bela história*
  • Wall Street: Poder e Cobiça (Wall Street, Oliver Stone)
    Por que será que esse filme não envelhece? Ah, rentistas…

  • Coração Satânico (Angel Heart, Alan Parker)
    O terceiro melhor filme noir dos anos 80 é o melhor de 87.
    De Niro outra vez, agora como Louis Cyphre.
    Aprendi a descascar ovos com essa versão do sete pele.

R.E.M.

90′

The Police

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Sliding Sidebar

Sobre

junkyage s.f. última era do  antropoceno. Última no sentido de recente, corrente. Última no sentido de derradeira, saideira?

* (asterisco) s.m. 1. curinga, substituto. 2. representação lo-fi de uma flor.

Junkyage* blog à moda antiga sobre coisas que merecem ser vistas ou revistas antes que a gente foda com tudo.

Curador Amador

Nando Vasconcellos, cidadão de meia idade e vida inteira de amador numa cidadezinha do interior que não é Bacurau. Que pena!

Cura é copia & cola com zelo, na unha, sem algoritmos. Crio com retalhos dos outros. Algumas partes e relações são óbvias. Este todo* não surgiria em nenhum outro lugar. Nem se bilhões de macacos tentassem por dez mil anos.